Sete vezes Brady

  • 0

Sete vezes Brady

Nos tempos que correm parece que há três certezas na vida: a morte, impostos e que o Tom Brady vai ganhar o Super Bowl.

Desde 2002 que os Tampa Bay Buccaneers não ganhavam um Super Bowl. Na realidade foram escassas as épocas em que sequer foram aos playoffs! Mas bastou um ano do GOAT, o Greatest Of All Time, para quebrar essa realidade.
Nos meses de Dezembro e Janeiro Tom Brady teve um desempenho de 8 vitórias e 0 (zero!) derrotas, sendo que conseguiu eliminar consecutivamente dos playoffs as equipas de: Drew Brees, Aaron Rodgers e Patrick Mahomes.

Mas olhemos para o jogo. Sabiamos à partida que os Chiefs eram uma equipa temível, que entrando bem no jogo ameaçariam uma avalanche ofensiva, e isso tornava-os favoritos aos olhos de muitos. A única hipótese que os Bucs teriam seria controlar o tempo de jogo e evitar erros parvos. E para isso contavam com o rei da gestão de jogo, TB12.
Desde cedo percebeu-se que os Bucs tinham vindo com um propósito de ganhar e toda a sua organização ofensiva e defensiva demonstraram esse propósito. Um ataque paciente e cirúrgico e uma defesa agressiva que causou demasiadas dificuldades à linha ofensiva dos Chiefs, retirando o tempo necessário para Mahomes dissecar a defesa contrária. Basta olhar para os primeiros drives dos Chiefs para perceber que muito do avanço no terreno resultou de corridas de Mahomes por não ter opções de passe. Todd Bowles, coordeandor defensivo dos Bucs e ex-treinador dos Jets, fez um excelente trabalho a desenhar uma defesa que conseguiu acompanhar os receivers dos Chiefs o tempo suficiente para o pass-rush, liderado por Barrett e Jean-Pierre Paul (JPP), poder perturbar o ritmo de jogo dos Chiefs.

Mentalmente os Bucs foram sempre mais fortes e beneficiaram de algumas decisões da arbitragem, que no plano global conseguiu ajuizar bem um jogo bastante competitivo.

Em termos de pontos marcados tivemos uma espécie de deja vu com três dos touchdowns dos Buccaneers a serem marcados por ex-patriots (2 de Rob Gronkowski e 1 de Antonio Brown). O outro touchdown do jogo foi marcado numa corrida de 30 jardas de Leonard Fournette, que demonstrou nestes playoffs toda a qualidade que o fizeram ser a quarta escolha do draft em 2017.

Em resumo: Tamba Bay foi um justo vencedor, que conseguiu dominar todas as fases do jogo e obrigar os Chiefs a correrem atrás de um resultado.


Leave a Reply

Queres saber mais sobre a prática do Futebol Americano e de Flag Football?

%d bloggers like this: